quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Coração Sem Medo

“Amar é ser vulnerável. Ame qualquer coisa ou pessoa e seu coração provavelmente será partido. Se você deseja mantê-lo intacto, não dê o seu coração a ninguém. Evite qualquer envolvimento, mantenha-o trancado com segurança no caixão do seu egoísmo. Nesse esquife – seguro, escuro, imóvel e sem ar – ele passará a ser inquebrável, impenetrável, irrecuperável… O único lugar onde você pode estar perfeitamente seguro dos perigos do amor é no inferno.” C.S.Lewis -
Melhor seguir o conselho de João:
"O perfeito amor lança fora o medo"-I Jo 4:18


Coração Sem Medo
Letra e Música: Silvestre Kuhlmann

Vem, meu coração, aprenda:
Se chegar o amor, se renda;
Mesmo que lhe cause uma fenda,
Uma ferida profunda,
Uma dor que não finda,
Um furo que não se emenda.

Vai, meu coração, se entregue.
Com olhos cheios d’água, regue;
Mesmo que o sol te cegue,
E que o outro só negue,
E o bem com mal se pague,
E teu vigor se apague.

Vai, meu coração, propague
O amor por toda estrada e senda;
Deve apaziguar a contenda
E habitar em tua tenda,
O amor não pode estar à venda.
Nem se trocar por fazenda.

O amor é todo Graça.
O amor envolve, abraça,
E não há medo ou ameaça
Que o vença ou o desfaça.
E assim, se dando, se enlaça
Àquele que ama e não passa.

18 comentários:

  1. Ligian, obrigado por sempre ler atentamente o que escrevo. Grande abraço!

    ResponderExcluir
  2. =) Digamos que o coração é um pouco teimoso pra não ter medo... mas a gente tenta! rsrs
    Adorei, Sil!

    ResponderExcluir
  3. Precisando viver as verdades contidas em cada palavra. Que Deus continue inspirando você!

    ResponderExcluir
  4. Sil,(de)vagar cheguei aqui e o que precisava hoje, li.
    Obrigada pela lição de amor. Obrigada pelo seu coração, que se mostra mais belo pela dor.
    Beijo

    ResponderExcluir
  5. Realmente, esse teu texto e post de hoje vieram como presente! Tudo lindo: CS Lewis, o verso bíblico, tua letra e essa mensagem saltitando diante dos nossos olhos. Parabéns!

    Abraços sempre afetuosos.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Pri! Que bom ter você por aqui! Sim, precisamos tentar. Beijo.

    ResponderExcluir
  7. Liliklis. Também preciso viver essas verdades. Escrevê-las é mais fácil. Obrigado por seu carinho!

    ResponderExcluir
  8. Nane, que bom saber que o que escrevi fez eco em seu coração. E chegou em tempo certo. Deus é bom!
    Abração!

    ResponderExcluir
  9. Olá, Casal 20. Obrigado pela atenção de vocês! Perceberam que formei um trio com C.S.Lewis e o apóstolo João. Creio que a parceria deu certo. Deus é bom! Grande abraço.

    ResponderExcluir
  10. Uma 'flor de formusura' teu poema!!! Primoroso!!! :) Não pare...

    ResponderExcluir
  11. Obrigado, Soraya. Quando estiver tentado a parar vou me lembrar de seu incentivo. Grande abraço!

    ResponderExcluir
  12. Como a propaganda diz sem discernir, realmente: "O amor nos conecta, e a conexão nos transforma", mesmo que isso não nos garanta de que não existirá dor e surpresar na jornada!

    Parabéns amigo, linda poesia! Agora só preciso ouvir a canção...

    ResponderExcluir
  13. Olá, Zé. Saudades de você! Mora aqui tão perto, e quase não nos vemos. Mande meu beijo pra Gláucia e pras crianças. Espero logo vê-lo e mostrar a canção. Abraços!

    ResponderExcluir
  14. Um bênção os teus poemas!
    Parabéns!
    Deus te abençoe!

    ResponderExcluir
  15. Oi, Silver, sempre leio seus poemas, sonetos e tal, e te acompanho no facebook tb!Tava lendo ontem à noite O Pequeno Príncipe e me lembrei desse seu texto sobre o amor...
    No livro diz: "A gente corre o risco de chorar um pouco quando se deixou cativar..."
    Muita semelhança com teu poema, acho que as almas dos poetas se interligam através do tempo, é o caso da sua com a do Exupéry!
    Abraços

    ResponderExcluir
  16. Olá, Bosco, obrigado por sua atenção e por me parabenizar pela iniciativa! Grande abraço!

    ResponderExcluir
  17. Olá, Ju. Obrigado por prestigiar o blog!
    Realmente o texto que você citou está em uníssono com "Coração Sem Medo". Grande abraço!

    ResponderExcluir